Desde os primórdios da história da arte cada cor tem seu significado. Nos Desenhos Para Colorir podemos dizer que elas são ainda mais significativas do que o costume da arte, uma vez que crianças não se importam muito em mostrar formas e cores perfeitas, mas sim em mostrar sentimentos, ações conhecidas por elas e objetos e formas que possam ser facilmente identificadas por elas no dia-a-dia.

Quando os desenhos infantis tem muitas cores, por exemplo, é possível se tirar conclusões psicológicas e pedagógicas sobre isso como, por exemplo, a criança é alegre, divertida, descontraída, e por aí vai. O vermelho, dizem os especialistas, é a primeira cor que a criança aprende a distinguir das outras para colorir suas artes, e as que usam preferencialmente essa cor podem ter uma natureza enérgica e espírito esportivo – mas também, por outro lado, pode estar vivendo um momento agressivo na vida, que pode ser destrutivo.  Como essa cor representa sangue, vida e ardor, é uma cor fundamental e ativa nos desenhos infantis. Como essa é a primeira cor que a criança aprende a distinguir, as interpretações podem ser muitas. Se o uso do vermelho vier acompanhado insistentemente da cor preta, por exemplo, isso não quer dizer necessariamente que a criança está triste, agressiva ou enérgica demais, já que o preto bloqueia a energia do vermelho. Para que o significado das cores faça algum sentido é necessário que o educador entenda o básico de psicologia das cores antes de chegar a conclusões de maneira precipitada.

Entre as outras cores que as crianças mais usam em suas atividades para colorir estão o amarelo, que pode ser interpretado como representativo do conhecimento, curiosidade e alegria de viver; o laranja, que para especialistas representa necessidade de contato social e público; o verde, que representa a natureza e também  podem indicar curiosidade e bem estar; e o azul (a última cor que a criança distingue), que simboliza a paz, a harmonia e a tranquilidade – e também pode refletir aspectos linfáticos, além  de significar que uma criança que prefira o azul a outras cores pode ser introvertida e desejar caminhar pelo próprio ritmo. 

 Até que aprendam a misturar as cores e criar cores novas, com novos significados, cada desenho para colorir de uma criança deve ser analisado por profissionais competentes que vão identificar, neles, habilidades ou problemas. E ainda que cresça a ponto de já ter todo o perfil definido através de sua arte, é importante sempre dar aos pequenos figuras para colorir, exercitando sua mente, criatividade e aspectos de sociabilidade. Um desenho pode dizer muito sobre uma criança – inclusive se ela pode, um dia, se tornar um grande ícone da arte das cores.