Oportunidade para quem não conseguiu se formar no período regular

Quem não conseguiu se formar no período regular e gostaria de obter o diploma do Ensino Fundamental já pode fazer o exame do Encceja! A apostila Encceja 2021 Ensino Fundamental já está disponível na internet. Estude agora mesmo e aprenda aqui como fazer o download da apostila Encceja 2021 Ensino Fundamental.

Muitos brasileiros infelizmente não tiveram condições de se formar no tempo regular de ensino e, com isso, acabaram não obtendo o diploma e nem a formação no Ensino Fundamental ou Médio.

O Encceja ou Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos foi criado justamente para oferecer o diploma de formação no Ensino Fundamental ou Médio para esses cidadãos que não tiveram a oportunidade de estudar.

Qualquer cidadão brasileiro, inclusive os que moram em outros países, poderá fazer este exame e obter o diploma, basta ficar atento às exigências feitas pelo programa.

Acompanhe mais informações a seguir e não deixe de fazes este exame caso não tenha tido oportunidade de estudar.

➜ Veja também informações sobre as Inscrições Encceja 2021!

Encceja 2021 Ensino Fundamental

A criação deste exame é para beneficiar todos os cidadãos que não tiveram condições e oportunidade de estudar no tempo regular de ensino.

Os cidadãos brasileiros podem fazer a prova do Encceja 2021 para Ensino Fundamental, mesmo que não residam no país. Os requisitos básicos para fazer essa prova são:

Prova para Ensino Fundamental: Ter idade mínima de 15 anos completos até a data do exame.

Matérias do Encceja para Ensino Fundamental

De acordo com o Ministério da Educação todas as questões aplicadas na prova possuem uma Matriz de Referência de aproximadamente 30 habilidades.

Essas áreas do conhecimento são estabelecidas com base nos PCNs (Parâmetros Curriculares Nacionais), ou seja, todas as questões aplicadas e as matérias que devem ser estudadas fazem parte do aprendizado do dia a dia desses alunos.

Confira a seguir quais são as matérias que caem na prova:

  • História e Geografia;
  • Matemática;
  • Língua Portuguesa;
  • Ciências Naturais.

Na apostila Encceja 2021 Ensino Fundamental disponível logo abaixo para download você encontra todas essas matérias, assim como questões importantes que caem na prova! Não deixe de conferir!

Apostila Encceja 2021 Ensino Fundamental

O INEP é o órgão responsável pela aplicação deste exame. Os diplomas serão concedidos aos alunos pelas Secretarias Estaduais de Educação.

A apostila Encceja 2021 Ensino Fundamental está disponível para download na internet, basta acessar os links abaixo.

Com todo esse conteúdo disponível, obter um bom resultado na prova se torna mais possível, então, não use desculpas para não estudar. Aproveite!

Acesse os links para download:

  • Ciências Naturais;
  • História e Geografia;
  • Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Artes e Educação Física;
  • Matemática.

Pontuação mínima na prova do Encceja 2021

É muito importante estudar com a apostila Encceja 2021 Ensino Fundamental pois o conteúdo é bem completo.

Para obter o diploma de formação no Ensino Fundamental, o participante deve obter uma nota mínima de 100 em cada prova objetiva realizada.

A escala de proficiência adotada por esse exame varia de 60 a 180, portanto, estude!

More Details

Saiba como funciona o 13° pagamento do Bolsa Família

Originado da unificação dos projetos sociais do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a Lei Federal N. 10.836 em 9 de janeiro de 2004 instituída no Governo Lula criou o programa Bolsa Família. O programa tem como objetivo a transferência de recursos para auxiliar famílias pobres com renda per capta entre R$ 89,01 e R$ 178,00, e famílias de extrema pobreza, ou seja, que possuem renda de R$ 89,00 por pessoa.

De acordo com o governo, o programa Bolsa Família atende aproximadamente 14 milhões de famílias no Brasil. Os valores pagos variam de acordo com a situação da família, considerando a renda mensal, se há a gestantes na família e a quantidade de crianças na casa.

A proposta de pagamento do 13º salário do Bolsa Família é uma promessa de campanha do atual Presidente Jair Bolsonaro, que anunciou a iniciativa confirmando o pagamento para o mês de dezembro.  Ministério da Cidadania afirma que a iniciativa custará R$ 2,58 bilhões, e segundo o Ministro “Uma ata da junta orçamentária já reservou os R$ 2,5 bilhões para pagar o Bolso Família”.

Para participar do programa Bolsa Família, é necessário está inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo. Além de atender os requisitos de renda, seus dados devem estar atualizados há menos de dois anos.

Caso haja alguma alteração de dados no endereço, telefone ou mudanças na constituição da família como morte, nascimento, adoção, separação, entre outros, é necessário sempre mantê-los atualizados na prefeitura. O cadastro é primordial para o recebimento do benefício. Após a realização do mesmo, você pode ficar por dentro das datas de recebimento consultando o calendário Bolsa Família 2021.

Vale ressaltar que as inclusões muitas vezes não acorrem de imediato, nem o recebimento do benefício, antes é confirmado os dados. Após a análise, o Ministério da Cidadania transfere o valor mensalmente as famílias aptas. Para aquelas interessadas em receber o 13º salário do Bolsa Família 2021 é válido procurar a prefeitura de sua cidade para mais informações.

More Details

Como transferir o documento do carro para outro estado?

Quando o indivíduo muda de endereço, deve pensar em vários fatores que também deverão ser alterados. Como a entrega de correspondências, atualização do valor de imposto e etc. Com o veículo é a mesma situação, seja por mudança de endereço do proprietário ou por venda para comprador de outro estado, os documentos serão modificados e atualizados.

Transferência de veículo para outro estado

Assim que fica definido que o veículo passará a circular de forma permanente em outro estado, o seu proprietário precisa atualizar a documentação do automóvel. O que é chamado de transferência de veículo para outro estado.

Agora que o automóvel estará em outra região, este deve seguir as normas da legislação local. No que se trata do cálculo de IPVA do próximo ano, taxa de licenciamento 2021 BA e os demais tributos cobrados sobre o veículo.

O Certificado de Registro de Veículo (CRV) é o documento que deve ser transferido. Atualizando o nome do novo comprador, o seu endereço e comprovando que o automóvel passa a cumprir com a legislação daquele estado.

Como transferir veículo para outro estado

A transferência do veículo para outra região é de suma importância, considerando que deixar de fazer esse processo acarreta em multa sobre o proprietário e sobre o veículo.

O interessado deve então, comparecer até um posto autorizando do Departamento de Trânsito (DETRAN) para que seja feita a transferência entre estados e até mesmo entre condutores.

Vale lembrar que o número do RENAVAM permanece o mesmo. Ainda que a CRV seja modificada, este código é permanente e único, sendo impossível modificá-lo.

Para realizar o processo, o proprietário deve ter em mãos os seguintes documentos:

  • CRV original;
  • Certificado de Licenciamento Anual (CRLV);
  • Comprovante de pagamento de débitos (impostos, encargos ou multas em aberto, caso existam).

Taxas para transferência

Para que seja alterado o CRV do veículo o proprietário precisa pagar uma taxa de transferência, o valor varia de acordo com cada estado.

No caso da transferência entre proprietários, o valor costuma ser entre R$120 e R$290. Quanto a modificação da localidade do documento, o valor é equivalente ao primeiro registro no Estado. E está dentro dessa média que foi descrita, não ultrapassando 300 reais.

More Details

Como negociar IPVA atrasados?

O pagamento do IPVA é uma obrigação de todo proprietário de veículo no Brasil. Em outros países há impostos semelhantes com valores diferenciados. Por aqui o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores deve ser pago na data, mas o atraso é negociável. Saiba como quitar o IPVA atrasado a seguir.

A funcionalidade do IPVA

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores é uma taxa de pagamento anual de todos os donos de carros, motos, caminhões, sejam eles para transporte de passageiros ou não. O boleto para pagamento pode ser retirado no sistema do Detran, como é o caso do IPVA 2021 RJ, mas também pode ser pago diretamente no órgão se houve extravio.

A taxa do IPVA é cara e em muitos estados como Rio de Janeiro o valor é superior para o mesmo veículo. Mas esta é a principal forma de arrecadar dinheiro dos donos de veículos para melhoras as condições da vida para eles mesmo. É com esta verba que são construídas estradas e vias, criadas novas sinalizações e mudanças estruturais no trânsito brasileiro.

Pagar o IPVA é importante para o Departamento de Trânsito (Detran) de cada estado ter verba para trabalhar. O número de atrasos chega a mais de 30% dos proprietários, segundo dados divulgados pelo Detran. Mas o atraso pode ser sanado sem problemas se o dono do veículo quiser quitar seu débito.

IPVA atrasado pode ser pago?

Pagamento do IPVA é lei. Ele deve ser pago mesmo se o veículo não está em circulação. Quando em atraso ele deve ser rebocado porque está proibido de circular nas ruas.

Quando o IPVA começa a entrar em atraso? A partir do primeiro dia após o vencimento da primeira parcela. Ele é disposto para o contribuinte para pagamento à vista ou parcelado. Pagando há vista há um desconto de até 10% e parcelado paga-se o total.

Depois dessa data o documento se torna inválido para pagamento e há juros e multas. O passo a passo é negociar a dívida em dois locais:

  • O Detran mais próximo de sua cidade;
  • A sede da Secretaria da Fazenda (Sefaz) mais próxima.

Como negociar o IPVA atrasado passo a passo

Apenas o proprietário do veículo ou terceiros com uma autorização por escrito podem fazer esta negociação. Devem levar em mãos documento oficial com foto como a CNH (se não for motorista pode ser a identidade), CPF, documento do veículo e comprovante de residência.

No Detran ou na Sefaz a negociação é feita da mesma forma. O proprietário demonstra seu interesse em pagar e são somados os débitos e mais os juros até aquela data. Abatimento só nos juros e não no valor total a ser pago do Imposto.

O proprietário informa qual a sua melhor forma de pagamento e depois o boleto é impresso para aquela data em até dois dias. A partir daí é só pagar e já entra o pagamento no sistema e remove a dívida. Caso não seja pago a visita aos órgãos competentes deve ser refeita e uma nova negociação realizada.

More Details

Documento importante para proprietários de veículos

O licenciamento 2021 SP é um documento muito importante que todos os veículos devem emitir uma vez por ano, porque a validade dele é anual. Ao mesmo tempo é um documento é obrigatório e a partir do momento em que o proprietário não faz emissão dele, dentro do prazo, ocorre uma multa.

Aqui veremos mais informações a respeito do Licenciamento 2021 se você tem algum veículo registrado no estado de São Paulo não deixe de conferir quais são os prazos para renovação do licenciamento.

Para não existir dúvidas, saiba que o Licenciamento 2021 SP Detran é o documento que atesta a permissão ou, como o próprio nome já diz, a licença para que o seu veículo possa circular normalmente no trânsito, como você pode ver é um documento de suma importância e todos os anos você tem que fazer a emissão.

Quando o proprietário não faz dentro da data específica ocorre uma multa, atualmente o valor da taxa do varia conforme o veículo, portanto você deve consultar de acordo com o modelo que você tem.

Consulta Licenciamento SP

Para efetuar a consulta licenciamento SP você precisa entrar no site e informar os dados do veículo, não tem necessidade de você ir algum atendimento presencial para emitir o documento.

As instruções a seguir mostram como você pode efetuar a emissão da guia de pagamento do licenciamento São Paulo:

  • Acesse o site do Detran SP ipva.fazenda.sp.gov.br;
  • Necessário que você informe o número da placa do veículo e abaixo o número do renavam;
  • Depois faça preenchimento dos caracteres da imagem e clique no botão “Avançar”.

Tabela Licenciamento SP

A tabela Licenciamento 2021 SP fica disponível no site do Detran, você pode consultar essa informação gratuitamente sem precisar ir a algum atendimento presencial. Observe que a data para o pagamento do Licenciamento é definida de acordo com final da placa de cada veículo, com base nessa informação é que você tem conhecimento de quando deve efetuar o pagamento.

More Details

É possível Declarar Empregada Doméstica no Imposto de Renda?

Muitas dúvidas ainda surgem na declaração do Imposto de Renda e uma delas é como declarar empregada doméstica no Imposto de Renda 2021. Alguns cidadãos são obrigados a declarar esse imposto. Saiba como declarar empregada doméstica no Imposto de Renda 2021.

Como Declarar Empregada Doméstica no Imposto de Renda 2021

O Imposto de Renda é descontado dos salários e rendimentos do cidadão que ganhar acima do valor mínimo estipulado. A declaração desse imposto é feita entre os meses de março e abril.

A declaração do IR ainda gera muitas dúvidas para o cidadão. Uma das dúvidas que atormentam esses cidadãos diz respeito ao procedimento necessário para incluir o funcionário doméstico nessa declaração.

Quem é obrigado a declarar o Imposto de Renda 2021?

O cidadão precisa entender que existem regras que devem ser seguidas e nem todos precisam fazer essa declaração obrigatoriamente.

Os valores obrigatórios para fazer essa declaração em 2021 ainda não foram definidos. Temos, por enquanto, apenas os valores referentes ao ano de 2020.

Confira a seguir:

Rendimento mensal       Alíquota de desconto no IR

Até R$ 1.903,98                Isento

De R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65     7,5%

De R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05     15%

De R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68     22,5%

Acima de R$ 4.664,68     27,5%

Entenda como declarar empregada doméstica no Imposto de Renda 2021

Os contribuintes que possuem um empregado doméstico poderão descontar na sua declaração do IRPF 2021 todas as contribuições da Previdência Social pagas a esses funcionários.

Veja bem: as deduções são referentes a contribuição do INSS, então, não confunda com o salário do empregado doméstico.

O patrão pode abater do Imposto de Renda a chamada contribuição patronal feita ao INSS até o limite de R$ 1.093,77.

Esse valor determinado é correspondente ao valor de 8% que o empregador recolhe de um salário mínimo mensal, considerando que esses valores também se referem ao 13º salário e o adicional de férias.

Como declarar?

Saber como declarar empregada doméstica no Imposto de Renda 2021 não é tão complicado assim como muitos cidadãos pensam. A primeira coisa que precisa ficar bem clara na cabeça do patrão é que não é o salário total do empregado que deve ser declarado, e sim a contribuição patronal.

A contribuição patronal do INSS pode ser abatida do seu Imposto de Renda como foi informado. Esse valor é correspondente a alíquota do Imposto de Renda de 8%.

Como preceder?

  • Abra a ficha “Pagamentos efetuados” no programa IRPF da sua declaração (este programa está disponível nesse site);
  • Clique em “Novo”;
  • Informe o código 50;
  • Informe os dados do empregado doméstico como nome, CPF, PIS, entre outros solicitados;
  • Finalize o processo.

Tenha em mente que um empregado doméstico agora tem todos os direitos trabalhistas como qualquer outro funcionário.

Esperamos que essa matéria tenha ajudado você a tirar as dúvidas sobre como fazer declaração e incluir a empregada doméstica na mesma. Agora confira, por fim, a seguir, uma das maiores dúvidas a respeito disso.

Posso declarar a minha faxineira no Imposto de Renda?

A resposta é não! O desconto do Imposto de Renda só pode ser feito para o recolhimento do INSS do empregado doméstico!

More Details

Motivos para perder o prazo de recebimento do seu PIS

Muitos acabam perdendo o prazo de recebimento do seu PIS por algum motivo ou até mesmo por esquecimento. E quando isso acontece, surge logo a dúvida: Posso receber o meu PIS atrasado 2021? Para tirar está dúvida, reunimos todas as informações sobre o PIS atrasado 2021. Siga conosco e confira!

O que é o PIS?

Criado pelo Governo Federal, em parceria com a Previdência Social e com a Caixa Econômica Federa, O Programa de Integração Social (PIS) é um benefício concedido aos trabalhadores de iniciativas privadas.

O calendário PIS 2021 funciona como uma espécie de décimo quarto salário, sendo pago todos os anos em datas especiais para cada tipo de trabalhador.

Muitas pessoas acabam confundindo o PIS, com o PASEP, que também é um benefício concedidos aos trabalhadores. Porém, diferente do PIS, o PASEP é destinado para os servidores públicos.

Quem tem direito ao PIS?

Pode parecer que não, mas muitos trabalhadores que tem direito ao PIS acabam esquecendo o prazo de pagamento por questões de esquecimento da data, ou até mesmo por não saber que tem direito a este benefício

O principal requisito para receber o PIS é trabalhar em empresas de iniciativa privada. Porém, o Governo Federal juntamente com a Previdência Social apresenta outros critérios para recebimento do abono salarial.

O trabalhador deverá ter recebido do seu vínculo empregatício uma remuneração mensal média de, no máximo, dois salários mínimos ao decorrer do ano-base. No caso, a remuneração deve ser, no máximo, de R$1.909, tendo em vista que o valor do salário mínimo em 2018 foi correspondente à R$954,00.

PIS atrasado – Quem pode sacar?

Ao contrário de outros benefícios, o PIS não possui saldo acumulativo. Ou seja, quando não ocorre o saque no ano base, o valor deste benefício volta para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), não ficando disponível para a retiradas nas agências bancárias.

Sabemos que todo o patronato deve enviar o RAIS dos funcionários a Caixa Econômica Federal, para que assim eles possam receber o valor do benefício. Porém, caso isto não aconteça o trabalhador pode requisitar junto ao seu empregador o envio do RAIS com todas as informações certas e assim possuir o direito de sacar o PIS atrasado 2021.

*Atenção! Apenas a situação do NÃO ENVIO do RAIS é aceito como forma de PIS atrasado. Em caso de esquecimento da data do prazo de pagamento por parte do beneficiário, não será possível receber o PIS atrasado 2021.

Onde sacar o PIS atrasado?

O PIS no geral é um benefício concedido pelo Governo Federal juntamente com a Previdência Social e a Caixa Econômica Federal.

Para sacar o PIS tanto dentro do prazo como com a data atrasada, os beneficiários poderão sacar nos seguintes locais:

  • Saque em agência;
  • Terminal de atendimento Caixa Aqui;
  • Lotéricas com convênios com a Caixa Econômica.

É importante que você esteja ciente da data de pagamento do PIS, para que não ocorra nenhum problema e você fique sem receber o seu abono salarial.

More Details

Vale gás ainda existe? Saiba mais!

Criado em 2001 o Benefício do Vale Gás ainda atende muitas famílias no Brasil. É mais um dos benefícios do Governo Federal visando ajudar famílias de baixa renda com assistência ao menos do básico. Ainda está em funcionamento e pode ajudar muita gente. Saiba mais!

Este foi o primeiro benefício do Governo Federal focado na baixa renda. Ele começou a funcionar antes mesmo de existir o Bolsa Família e Bolsa Escola, hoje os projetos em maior destaque no país. Acredita-se que ele tenha sido a principal base para o Bolsa Família iniciar seu trabalho e tirar o Brasil do status de “pobreza estrema” de uma boa parte da população.

O que é o Vale Gás?

O Vale Gás é um benefício do Governo Federal como distribuição de renda para a camada mais pobre do Brasil. O programa tem administração do Ministério de Minas e Energias e funciona em todo o país.

O benefício do Vale Gás consiste em receber um valor mensal para ajudar a custear a compra de um botijão de gás. Hoje é chamado de “Bolsa Gás”, um dos itens mais caros da feira básica. Para muitos pode significar uma boa parcela da renda para manter a mesa com alguns itens de subsistência básica para a família.

More Details

“Imprecisões”: em coluna no Globo, Hermano Vianna comenta críticas ao Creative Commons

Em sua coluna de domingo passado, Caetano Veloso transcreveu e-mail de Joyce Moreno, apoiando a decisão da ministra Ana de Hollanda de não mais publicar o conteúdo do site do MinC sob licença Creative Commons (CC). O texto de Joyce contém imprecisões. Diz, por exemplo, que o Google patrocina o CC com “US$ 30 milhões!”. Gostaria de saber quem passou essa informação para Joyce, e se ela checou sua veracidade antes de fazer seu texto circular pela internet. O que eu sei é que o Google doou US$ 30 mil para o CC em 2006 (http://bit.ly/7GczuR) e, na última década, doou uma média de US$ 100 mil por ano. A diferença para os US$ 30 milhões é enorme.

Em 2010, o Google fez doações num valor total de US$ 145 milhões (http://bit.ly/gBad5O). Entre as muitas organizações que receberam doações estão: a Bharti Foundation, que cuida de escolarização de crianças na Índia; a Global Strategies for HIV Prevention, que melhora o acesso a medicamentos na África; o Unicef; a Ashoka; a APC. Insinuar que, ao receber doações, todos passam a trabalhar para os interesses do Google não me parece nada sensato. (E, mesmo sem doações, o Ecad tem acordo comercial com o Google – ver http://bit.ly/f1FFbw)
O CC, como a Wikipedia, é sustentado primordialmente por doações descentralizadas de indivíduos do mundo inteiro. Todo fim de ano, faz uma campanha mundial para doações. Em 2010, a campanha arrecadou US$ 522.151,25, incluindo os apoios de empresas. É possível ver os dados da campanha neste link: http://bit.ly/hrYBNP. Há uma lista de todos os doadores em http://bit.ly/aV3J9d e o relatório financeiro de 2009 pode ser consultado, na íntegra, em http://bit.ly/hpHZki. Antes de levantar suspeitas sobre a atuação do CC, todos deveriam estudar com atenção esses documentos, que são de transparência exemplar.

Outra imprecisão no texto de Joyce: o CC não é uma “licença norte-americana privada”. É, sim, uma organização não governamental que criou um sistema de licenças que podem ser usadas por criadores, organizações e empresas. A Al Jazeera acaba de licenciar as imagens das manifestações do Cairo em CC, autorizando sua exibição em todas as TVs. Ninguém é obrigado a usar as licenças se não quiser.
Voluntários de 70 países se inspiraram no trabalho do CC norte-americano e desenvolveram sistemas de licenciamentos semelhantes a partir de legislações locais. Assim foram criadas entidades independentes e separadas do CC norte-americano, que por sua vez redigiram licenças também diferentes das norte-americanas. As licenças CC-BR, criadas pelo Creative Commons Brasil (http://bit.ly/O8RVo), são totalmente brasileiras e só podem ser aplicadas no Brasil.

O conteúdo do site do MinC era publicado com uma dessas licenças totalmente brasileiras (mesmo com a inspiração norte-americana – e não entendo por que não podemos nos inspirar em boas ideias norte-americanas, afinal somos ou não o país da antropofagia cultural?), produzida por uma entidade brasileira, o CC Brasil, independente do CC norte americano. A ministra Ana de Hollanda declarou para matéria do caderno Prosa & Verso, aqui deste jornal (http://glo.bo/fiwWtL), que “o MinC só retirou o selo das Creative Commons do site, mas não o licenciamento”. Infelizmente o MinC retirou o licenciamento sim, ministra – e nada havia de irregular nesse licenciamento. Agora temos apenas uma frase vaga: “O conteúdo deste site, produzido pelo Ministério da Cultura, pode ser reproduzido, desde que citada a fonte.” Essa é a “licença” que vale hoje. A licença CC-BR anterior tinha outro texto, que inclusive diferenciava reprodução de publicação, como exige a Lei do Direito Autoral brasileira. Agora as pessoas podem reproduzir o conteúdo, mas ao publicá-lo em seus blogs estão fazendo algo sem autorização explícita – isso cria uma incerteza jurídica desnecessária. Por isso digo que as licenças CC levam o direito autoral mais a sério.

Tudo o que li em defesa da atitude do MinC deixa claro que o problema não era a licença. A própria ministra acredita que o licenciamento continua o mesmo. O problema era a sigla CC e o desconhecimento sobre o que é o CC. Em seu blog, Joyce escreveu (http://bit.ly/geKN1m): “Como ela (Ana de Hollanda) retirou do site do MinC o logo do Creative Commons, houve a celeuma, reclamando que ela estaria ‘se alinhando ao Ecad’ e se aliando ‘ao que há de mais conservador’. Mas peraí, pessoal: se eu entro num restaurante, faço meu prato, almoço e vou embora, não vão chamar a polícia para me cobrar o calote? Então, porque a criação alheia (alimento da alma) pode ser usada à vontade, sem que os autores recebam???” Aldir Blanc também declarou (http://glo.bo/fiwWtL): “Não há retrocesso algum em querer pagar com justiça o direito autoral dos criadores.” Não entendi o raciocínio.

Quem é contra o pagamento para autores? O CC nunca disse que criadores não devem ser pagos. E o que o licenciamento do conteúdo do site do MinC tem a ver com o pagamento para autores? Parece que a sigla CC no site do MinC era entendida como um manifesto em prol do calote aos autores. Isso é um absurdo. Repito mais uma vez: a licença CC defendia muito mais rigidamente os direitos de autor do que a frase que está no site agora.
A história da batalha pelo direito do autor começa bem antes do início do século XX. É uma bela e complexa história. O Creative Commons é parte dessa história, em defesa dos autores, da criatividade e do acesso ao conhecimento.

More Details